PF prende quatro do esquema de Serra em investigação sobre caixa 2

A Polícia Federal cumpre quatro mandados de prisão em uma investigação sobre suposto caixa 2 na campanha de José Serra ao Senado em 2014. De acordo com as investigações, o tucano recebeu cifras milionárias em doações não contabilizadas. Um dos presos é o empresário José Seripieri Júnior, fundador e ex-presidente da Qualicorp

José Serra
José Serra (Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - A Polícia Federal cumpre na manhã desta terça-feira (21) mandados em uma investigação sobre suposto caixa 2 na campanha do ex-governador de São Paulo José Serra (PSDB) ao Senado em 2014. De acordo com as investigações, o tucano recebeu R$ 5 milhões em doações não contabilizadas. 

Vale ressaltar que as apurações não são referentes apenas a 2014, quando ele ainda não tinha o mandato de senador. Um dos mandados de prisão é contra o empresário José Seripieri Júnior, fundador e ex-presidente da Qualicorp.

Agentes da PF cumprem quatro mandados de prisão temporária e 15 mandados de busca e apreensão em São Paulo, Brasília, Itatiba e Itu.

PUBLICIDADE

No começo deste mês, a Operação Lava Jato denunciou o ex-governador por lavagem de dinheiro. De acordo com a denúncia, entre 2006 e 2007, ele usou seu cargo para receber da Odebrecht pagamentos indevidos em troca de benefícios nas obras do Rodoanel Sul. 

No âmbito desta denúncia, o Judiciário bloqueou R$ 40 milhões em conta usada por Verônica, filha dele, para receber propinas.

PUBLICIDADE

O ex-governador havia marcado em 2016 um encontro com integrantes da Odebrecht e pediu para ser poupado das delações.

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email