Brasil registra 1.280 mortes por coronavírus em 24 horas e chega perto de 60 mil

Além disso, o País ainda registrou mais 33.846 novos casos da doença, chegando ao total de 1.402.041 infectados

Sepultadores com trajes de proteção enterram vítima de Covid-19 no cemitério de Vila Formosa, em São Paulo 22/05/2020
Sepultadores com trajes de proteção enterram vítima de Covid-19 no cemitério de Vila Formosa, em São Paulo 22/05/2020 (Foto: REUTERS/Amanda Perobelli)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Brasil registrou 1.280 novas mortes por coronavírus nas últimas 24 horas, informou o Ministério da Saúde. O País contabiliza 59.594 óbitos pela Covid-19 desde o início da pandemia.

Além disso, o Brasil ainda registrou mais 33.846 novos casos da doença, chegando ao total de 1.402.041 infectados, dentre os quais 790 mil já se recuperaram. Com a subnotificação pela falta de testes no País, esses números, na realidade, podem ser ainda maiores. Os dados são os oficiais, divulgados pelo Ministério da Saúde do governo federal.

Países, Estados e municípios que relaxam cedo demais as medidas de restrição impostas para conter o novo coronavírus podem ser inundados com novos casos de Covid-19, alertou a diretora regional da Organização Mundial da Saúde (OMS) para as Américas, Carissa Etienne, nesta terça-feira, em uma entrevista coletiva por videoconferência.

A ocupação dos leitos destinados para pacientes adultos infectados pelo vírus na rede pública do Distrito Federal chegou a 100% na madrugada desta terça-feira (30). Segundo relatório elaborado pelo sistema de regulação de vagas em UTIs da Secretaria de Saúde, ao menos 15 pacientes aguardavam por uma vaga.

Já no Rio de Janeiro, enquanto o estado passa da marca das 10 mil mortes por coronavírus, o governador Wilson Witzel corta vagas de profissionais da área da saúde

Confira os números:

Casos Covid

 

Números Covid por estado

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247