Economia

Haddad afirma que presidente da Petrobras é quase um ministro e deve ter proximidade com Lula

"A posição de presidente da Petrobras é quase equivalente à de um ministro", disse ele

Imagem Thumbnail
Fernando Haddad (Foto: Reuters/Adriano Machado)

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 – O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, declarou nesta sexta-feira (17) que a troca na liderança da Petrobras é algo esperado e natural. Segundo Haddad, a decisão partiu diretamente do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, sem qualquer interferência de outros ministros.

"A posição de presidente da Petrobras é quase equivalente à de um ministro. É crucial que essa pessoa mantenha uma relação estreita com o presidente da República, considerando que a Petrobras é a maior empresa do país e possui importância estratégica em diversos aspectos. Portanto, é normal que mudanças ocorram conforme o julgamento do chefe do Executivo", explicou Haddad durante uma coletiva de imprensa em Brasília.

O ministro destacou que não participou da escolha do novo presidente. "Opinar é uma coisa, escolher o nome é outra. Essa é uma prerrogativa do presidente da República. Sempre foi assim durante as gestões de Lula. Ele faz uma escolha pessoal, sem a influência de seus ministros. Isso também foi o caso agora, sem qualquer interferência externa", afirmou, referindo-se à saída de Jean Paul Prates e à nomeação de Magda Chambriard para a liderança da Petrobras.

Haddad mencionou que foi consultado sobre a questão dos dividendos extraordinários da Petrobras e considerou que a situação foi bem administrada. Ele também destacou a conquista de um assento no conselho de administração da empresa para o Ministério da Fazenda, com a eleição de Rafael Dubeux.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Por último, o ministro enfatizou o crescimento da Petrobras sob as administrações de Lula. "A empresa cresceu em lucros, dividendos, patrimônio, pesquisa, prospecção e abrangência. O presidente Lula tem um grande apreço pela Petrobras e compreende seu potencial para gerar lucros para os acionistas e desenvolvimento para o Brasil", concluiu Haddad.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Relacionados

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO