CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Economia

Haddad estima arrecadação de R$ 6 bilhões com dividendo extra da Petrobras

Decisão sobre dividendos da Petrobras dividiu o governo Lula

Fernando Haddad (Foto: Reuters/Adriano Machado)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 – O Ministério da Fazenda estima que o governo receberá uma receita adicional de R$ 6 bilhões com a distribuição de dividendos extraordinários da Petrobras aos acionistas. A União, como acionista majoritária, também receberá uma parcela do pagamento. A decisão foi tomada em reunião do Conselho de Administração da empresa na última sexta-feira, onde foi definida a liberação do pagamento de 50% dos dividendos extraordinários que haviam sido retidos. Se aprovado em assembleia, o pagamento de metade dos dividendos fará a Petrobras distribuir quase R$ 22 bilhões ao mercado, segundo reportagem do Globo.

A liberação dos dividendos surge em um momento oportuno para o governo, com a equipe econômica enfrentando um aumento constante de despesas e pouca disponibilidade do Congresso Nacional para promover cortes de gastos. O Ministro da Fazenda, Fernando Haddad, tenta atingir o déficit zero neste ano. No entanto, houve discordância interna. O Ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, era contra o pagamento aos acionistas neste momento, preferindo reservar o dinheiro para investimentos. Na última terça-feira, o governo anunciou uma mudança na meta fiscal de 2025, que caiu de um superávit de 0,5% do PIB para déficit zero. Haddad tem dito que o cumprimento da meta fiscal depende da aprovação de propostas que minimizem os gastos públicos, e não apenas daquelas que geram receita, como ocorreu em 2023.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Relacionados

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO