CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Economia

Mundo evitou recessão generalizada e risco de estagflação, diz chefe do FMI

Kristalina Georgieva também afirmou que o FMI espera cortes nas taxas de juros nas principais economias avançadas no segundo semestre do ano

Imagem Thumbnail
Kristalina Georgieva (Foto: REUTERS/James Lawler Duggan)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O mundo evitou os riscos de recessão global e estagflação, disse nesta quinta-feira (11) a diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva.

"Evitamos uma recessão global e um período de estagflação - como alguns haviam previsto," disse Georgieva em um discurso de abertura antes das Reuniões de Primavera do FMI-Banco Mundial, conforme citado pela agência de notícias Sputnik. 

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

As perspectivas de médio prazo para o crescimento mundial situam-se ligeiramente acima dos 3% e permanecem bastante abaixo da sua média histórica, acrescentou Georgieva. 

Georgieva alertou que sem uma correção de rumo, o mundo corre o risco de entrar na “década morna e decepcionante”.

Ela também disse que a perda de produção global desde 2020 totalizou cerca de 3,3 biliões de dólares, com os custos a recaírem desproporcionalmente sobre os países mais vulneráveis.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

TAXAS DE JUROS - O FMI espera cortes nas taxas nas principais economias avançadas no segundo semestre do ano, em meio à desaceleração da inflação.

“Esperamos que a tendência continue em 2024, criando as condições para que os principais bancos centrais das economias avançadas comecem a cortar as taxas no segundo semestre do ano”, disse Georgieva.

No último trimestre de 2023, a inflação global nas economias avançadas foi de 2,3%, abaixo dos 9,5% registados 18 meses antes. Ao mesmo tempo, a inflação no mercado emergente médio e nas economias em desenvolvimento caiu para 4,1%, disse a chefe do FMI.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

Relacionados

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO