CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Entrevistas

"Extrema direita monetiza a desgraça alheia", diz João Cezar de Castro Rocha

À TV 247, o pesquisador que se debruça sobre a extrema direita afirmou que um dos principais objetivos das notícias falsas é promover a ideia de um 'Estado é ineficiente’

João Cezar de Castro Rocha (Foto: Reprodução)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O historiador e professor da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj) João Cezar de Castro Rocha concedeu entrevista ao programa Boa Noite 247, da TV 247, e alertou para os perigos das fake news difundidas pela extrema direita contra as ações de ajuda e reconstrução do Rio Grande do Sul e sua influência na deslegitimação do Estado democrático.

Rocha destacou que um dos principais objetivos da divulgação de notícias falsas é promover a ideia de que o Estado é ineficiente. Além disso, ressaltou um aspecto característico da extrema direita em todo o mundo: a monetização da desgraça alheia. O pesquisador apontou que a propagação de vídeos falsos, que denunciam ações inexistentes das forças policiais, como impedimentos à entrega de alimentos e medicamentos, visa não apenas lucrar com a tristeza, mas também minar a legitimidade do Estado. "O que está em jogo em última instância é a continuidade da articulação golpista. É claramente isto", alertou o historiador.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Para Rocha, é fundamental superar a ideia de que se trata apenas de disputas de narrativas. Ele enfatizou que as notícias falsas não são simples divergências políticas, mas sim crimes, passíveis de punição de acordo com o Código Penal. O historiador destacou que as notícias falsas criam problemas reais para a ação do Estado e dificultam a chegada de ajuda às pessoas necessitadas. “Eu tenho uma enorme esperança de que finalmente nós compreendamos que, ou se defende a democracia com instrumentos possibilitados pelo Estado Democrático de Direito, ou em 10, 15 anos não haverá uma única democracia no mundo”, alertou Rocha. Ele reforça a importância de punir esses crimes agora para evitar um retorno ainda mais forte e intenso no futuro.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Relacionados

Carregando...

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Carregando...

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO