Entrevistas

“Tarda a condenação de Bolsonaro pela tentativa de golpe de 8 de Janeiro”, diz Lenio Streck

Jurista critica lentidão nas investigações e aponta impacto negativo para o Brasil e o Supremo Tribunal Federal. Assista na TV 247

Lenio Streck (Foto: Reprodução)

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O jurista Lenio Streck criticou, em entrevista à TV 247, a demora no indiciamento de Jair Bolsonaro pela tentativa de golpe em 8 de janeiro de 2023. Ele afirmou que os casos relacionados às joias e à fraude no cartão de vacinação contra a Covid-19 são mais simples de resolver, e criticou a lentidão nas investigações sobre os atos antidemocráticos. 

"Essa parte das joias é a mais fácil, eu faria com a mão nas costas denunciar alguém com fotografia, com tudo," disse. "Eu quero ver é 8 de janeiro. Já são 1.300 pessoas processadas, quase 300 condenadas, portanto o Supremo disse houve tentativa de golpe, veja o artigo 29 do código penal: quem, de qualquer modo, concorre com o crime, responde segundo sua culpabilidade, ou seja, um crime não existe assim, ele precisa ter alguém que mande, que financia. Quem mandou? Quem planejou? Quem financiou? Estamos esperando isso. Essa parte aqui das joias são os aperitivos, eu quero ver o prato principal, o 8 de janeiro, a tentativa de golpe."

O jurista também comentou o impacto da demora nas investigações para o Brasil e para o Supremo Tribunal Federal (STF). "Isso faz muito mal para o Brasil, e não faz bem para o Supremo, por exemplo, esse inquérito já deveria ter sido terminado e o Supremo devia ter já se livrado desse problema. Até parte dos progressistas está criticando o Alexandre de Moraes. Esse inquérito e o modo como está sendo conduzido, isso já poderia ter sido terminado. No momento que você denuncia Bolsonaro, que é o ponto central e devolve a questão das fake news para Procuradoria Geral da República, pra Polícia Federal, resolve o problema do Bolsonaro com as joias. Se isso estivesse feito há meio ano, nós não teríamos, por exemplo, o próprio Bolsonaro fazendo comícios, lépido e fagueiro, porque uma coisa é você fazer comício sem ser nem indiciado, outra coisa é você fazer comício com processo nas costas, com denúncia recebida."

Streck concluiu sua crítica destacando a falta de ação das instituições no sentido de condenar Bolsonaro. "O que não pode é o limbo, hoje o Bolsonaro está estrionando com a malta porque passou tanto tempo e ele não é nem indiciado, disse, acrescetando: "A condenação pelo 8 de janeiro tarda. Eu cobro a delação do Mauro Cid, nenhuma delação demora tanto. A atuação do tempo nesse ponto conspira a favor dos réus." Assista na TV 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Relacionados

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO