"Façam as malas, mandem os filhos para o exterior. A morte foi naturalizada no Brasil", diz Hildegard Angel

Jornalista reagiu ao inquérito policial que não vê motivação política no assassinato de Marcelo Arruda por bolsonarista: 'matar petista virou legítima defesa'

www.brasil247.com - Hildegard Angel, Marcelo Arruda e Jorge Guaranho
Hildegard Angel, Marcelo Arruda e Jorge Guaranho (Foto: Ederson Casartelli/Brasil 247 | Reprodução/Redes sociais)


247 - A jornalista Hildegard Angel reagiu pelo Twitter no começo da tarde desta sexta-feira (15) à conclusão do inquérito da Polícia Civil do Paraná que não viu "motivação política" no assassinato do guarda municipal e tesoureiro do PT de Foz do Iguaçu Marcelo Arruda pelo policial penal bolsonarista Jorge José Guaranho.

Segundo as evidências, Guaranho foi ao local onde Arruda comemorava 50 anos após saber pelas câmeras de segurança que o tema da festa homenageava o PT e o ex-presidente Lula (PT).

>>> Família de Marcelo Arruda foi surpreendida com conclusão do relatório e vê pressa para não apontar crime político, diz advogado

Após discutir com Arruda, Guaranho deixou o local e voltou mais tarde, quando invadiu a festa com gritos de "é Bolsonaro" e atirou contra o petista. Arruda morreu, mas antes conseguiu atingir Guaranho, que está hospitalizado.

Para Hildegard, a "morte foi naturalizada" no Brasil e 'matar petista virou legítima defesa'. A postagem da jornalista é alarmante. "A morte no Brasil foi totalmente naturalizada. Não se sofre, lamenta-se no máximo dois dias e a polícia ensina que, se gritar 'aqui é Bolsonaro' e matar petista, é 'legítima defesa'. Façam as malas, mandem os filhos para o exterior. Aqui já foi. Está tudo dominado pela primeira milícia".

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email