CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Mídia

Perfis nas redes sociais massacram Tarcísio após criança ser baleada no rosto

'A própria polícia tenta atrapalhar a investigação', alertou a deputada Sâmia Bomfim

Câmera em uniforme da PM e Tarcísio de Freitas (Foto: Agência Brasil)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - Políticos e internautas massacraram o governador do estado de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), após uma criança de sete anos ser baleada no rosto durante uma ação policial na comunidade de Paraisópolis, Zona Sul da capital paulista.

De acordo com a deputada federal Sâmia Bomfim (PSOL-SP), a "ação da PM de Tarcísio em Paraisópolis espalhou terror e resultou num menino de 7 anos baleado e hospitalizado". "Policiais foram flagrados recolhendo provas no local. Que política de segurança é esta que coloca em risco a vida de uma criança, e a própria polícia atua para atrapalhar a investigação?".

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O deputado federal Ivan Valente (PSOL-SP) afirmou ser "grave a sequência de irregularidades denunciadas contra a PM na gestão de Tarcísio". "Depois das operações desastrosas na Baixada Santista, esta ação criminosa de obstrução de justiça depois que uma criança foi atingida no olho em condições ainda não esclarecidas. Basta!".

Outro internauta escreveu: "rapaz, que absurdo! Após criança ser atingida com um tiro no rosto durante operação em Paraisópolis, Polícia Militar na gestão de Tarcísio recolhe materiais e provas, numa possível ação criminosa de obstrução de justiça".

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Relacionados

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO