Tijolaço: WhatsApp bloqueado e Cunha livre

Jornalista Fernando Brito ironiza a decisão do juiz de Lagarto (SE) Marcel Montalvão que suspendeu o funcionamento da rede do WhattsApp em todo o Brasil por 72 horas; "O contraste deste tipo de iniciativa e a leniência com Eduardo Cunha é gritante. Ele continua firme e forte, no ar. No ar, não, no céu", afirma

Jornalista Fernando Brito ironiza a decisão do juiz de Lagarto (SE) Marcel Montalvão que suspendeu o funcionamento da rede do WhattsApp em todo o Brasil por 72 horas; "O contraste deste tipo de iniciativa e a leniência com Eduardo Cunha é gritante. Ele continua firme e forte, no ar. No ar, não, no céu", afirma
Jornalista Fernando Brito ironiza a decisão do juiz de Lagarto (SE) Marcel Montalvão que suspendeu o funcionamento da rede do WhattsApp em todo o Brasil por 72 horas; "O contraste deste tipo de iniciativa e a leniência com Eduardo Cunha é gritante. Ele continua firme e forte, no ar. No ar, não, no céu", afirma (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Fernando Brito, do Tijolaço - Duvido que chegue até amanhã a ordem dada pelo juiz de Lagarto (SE), o Dr. Marcel Montalvão para suspender o funcionamento da rede do WhattsApp em todo o Brasil.

Logo estarão correndo desembargadores, ministros, advogados para derruba-la,

Nem vou discutir o mérito da ordem, porque como o assunto está sob sigilo de justiça, não é possível saber do que se trata.

É óbvio que o serviço, como qualquer outro, tem de respeitar as leis e cumprir ordens judiciais.

Mas suspender o funcionamento em todo o país é uma atitude de imensa prepotência. Imagine se um telefônica se recusasse a dar dados cadastrais de um de seus assinantes, iriam mandar desligar todos os telefones do país?

Havia diversas medidas a serem tomadas antes. Sobretudo, a de esclarecer aos milhões de usuários do sistema – que é a fuga dos pobres das altas tarifas de telefonia celular.

O contraste deste tipo de iniciativa e a leniência com Eduardo Cunha é gritante.

Ele continua firme e forte, no ar.

No ar, não, no céu.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247