'Bolsonaro cometeu crime de traição e anunciou que vai dar um golpe', diz Dilma Rousseff

Para a ex-presidente, o encontro de Bolsonaro com embaixadores para atacar o sistema eleitoral deixou claro que ele sabe que perderá a eleição para Lula

Dilma Rousseff e Jair Bolsonaro
Dilma Rousseff e Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução/Facebook | Clauber Cleber Caetano/PR)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - A ex-presidente Dilma Rousseff (PT) se pronunciou nesta terça-feira (19) pelo Twitter após Jair Bolsonaro (PL) promover um encontro com embaixadores na segunda-feira (18) no Palácio da Alvorada para disseminar informações falsas sobre as urnas eletrônicas e atacar o sistema eleitoral brasileiro e as instituições.

Para Dilma, Bolsonaro cometeu crime de traição e anunciou que tentará dar um golpe de Estado neste ano.

continua após o anúncio

>>> Após reunião golpista de Bolsonaro com embaixadores, oposição aciona STF por crime contra o Estado Democrático de Direito

Além disso, o gesto, segundo a ex-presidente, deixa claro que o chefe do Executivo sabe que perderá a eleição para o ex-presidente Lula (PT)

continua após o anúncio

Dilma também cobrou uma reação por parte das instituições. "Bolsonaro cometeu ontem um ato de traição ao Brasil. É a 1ª vez que um presidente convoca o mundo para anunciar que vai dar um golpe. Com este ato, Bolsonaro confessa que vai perder a eleição para Lula. Até quando as instituições serão complacentes com essa vergonha autoritária?".

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247