Rosa Weber envia para a PGR pedido de investigação contra Bolsonaro por ataques ao sistema eleitoral

A iniciativa da ministra do Supremo é mais um indicativo de que Jair Bolsonaro terá uma contraofensiva após dar sinais de ser favorável a um golpe caso seja derrotado nas eleições

www.brasil247.com - Rosa Weber
Rosa Weber (Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF)


247 - A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Rosa Weber enviou à Procuradoria-Geral da República (PGR) um pedido de investigação contra os ataques de Jair Bolsonaro (PL) ao sistema eleitoral brasileiro. A informação foi divulgada pela GloboNews. 

Bolsonaro tem acusado o processo eleitoral brasileiro de ser inseguro, uma tentativa de preparar terreno para um golpe caso ele seja derrotado na eleição de outubro.

Apesar dos sinais de ser favorável a um golpe, Bolsonaro tem tido uam contraofensiva. O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Edson Fachin, informou nessa terça-feira (17) que o pleito no Brasil terá ao menos cem observadores internacionais

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Juristas e professores enviaram um documento à Organização das Nações Unidos (ONU) repudiando os ataques sem provas feitos por Bolsonaro ao sistema eleitoral brasileiro. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Na última sexta-feira (13), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) concluiu testes nas urnas eletrônicas e reforçou que ninguém conseguiu alterar votos ou afetar apuração.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email