Preso pela PF, Baldy votou pelo golpe contra Dilma para 'limpar Brasil da corrupção'

O secretário de Transportes do estado de São Paulo, Alexandre Baldy, foi preso nesta quinta-feira e vai responder por corrupção, lavagem de dinheiro, peculato e organização criminosa

Alexandre Baldy
Alexandre Baldy (Foto: Reprodução/Site Alexandre Baldy)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Preso nesta quinta-feira (6) pela Polícia Federal, o secretário de Transportes do estado de São Paulo, Alexandre Baldy, votou pelo golpe contra a ex-presidente Dilma Rousseff em 2016 enquanto deputado federal.

Baldy responderá por corrupção, lavagem de dinheiro, peculato e organização criminosa.

Em 2016, ao votar pelo golpe contra Dilma, Alexandre Baldy disse: "Senhor presidente, - em referência ao então presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha - momento histórico que vivo e que agradeço a Deus por ter a oportunidade de ajudar meu povo a limpar esse País de mazelas, corrupção e maus feitos".

Aliados do governador de São Paulo, João Doria, já cobram o afastamento de Baldy.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247