Marcos Cintra

Brasília - O Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, durante entrevista coletiva.( Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Marcos CintraRacionalização dos gastos públicos

Algo que precisa ser discutido é a instituição de novo modelo orçamentário que permita racionalizar a despesa pública no Brasil. O modelo orçamentário que vigora no Brasil dificulta cortes de gastos e a realocação de dotações

Marcos CintraHora de ajustar as contas públicas

O país não vai conseguir fazer o ajuste fiscal necessário e manter a sustentabilidade das finanças apenas com cortes de despesas. O tamanho do rombo financeiro é tão grande que será inevitável aumentar tributos

Marcos CintraA inevitável CPMF

Está certo o possível futuro ministro Henrique Meirelles quando diz que será necessário aumentar impostos para reequilibrar o orçamento, abrindo-se, assim, espaço e ambiente mais propícios às discussões de fundo acerca das reformas estruturantes

Marcos CintraUm novo modelo de orçamento

O modelo orçamentário que vigora no Brasil dificulta cortes de gastos e a realocação de dotações. Tornou-se um fator de pressão sobre a carga tributária, já que sempre que um novo programa é criado ou um ajuste financeiro se impõe a saída é aumentar impostos

Marcos CintraLongo caminho a percorrer na educação

Há muito a ser feito na esfera educacional do país, principalmente no âmbito público. Grande parte dos governantes brasileiros não aprendeu com o sucesso de países como, por exemplo, o Japão e a Coréia do Sul, que investiram pesadamente em educação e hoje colhem os bons frutos dessa iniciativa. No Brasil continuamos negligenciando seu papel como fator de transformação social

Marcos CintraGasto público e aumento de receita

O atual governo tem uma enorme rejeição e é o responsável pela situação crítica nas finanças públicas. Ainda que ocorra a saída da presidente Dilma, o sucessor terá que aumentar a arrecadação, infelizmente. A alternativa é buscar uma forma que penalize menos o contribuinte

Marcos CintraIngenuidade e risco na legalização de recursos

. Se o Planalto tivesse se empenhado em um ajuste fiscal que efetivamente revertesse a frágil situação das contas públicas a economia do país não estaria em situação tão crítica. O projeto de legalização de dinheiro fora do Brasil vai beneficiar alguns corruptos

Marcos CintraIMF é a saída para o ajuste fiscal

Uso dos tributos atuais para viabilizar o ajuste fiscal exige aumentos absurdamente elevados de alíquotas, inviabilizando sua implantação. Assim, o remédio mais eficaz para sanar o atual quadro de fragilidade fiscal é a criação de um IMF

Marcos CintraInútil resistência

Atividades inovadoras que mudam paradigmas e afetam práticas estabelecidas normalmente não chegam pacificamente ao mercado. Exemplos: Uber, Netflix e Whatsapp