A literatura é uma morta. Uma mulher morta. Quando o mundo se desordena no sublime do pós gênero, a literatura ainda chafurda em modos cadavéricos numa festa que exalta o suicídio da musa
blog

A festa da morta

A literatura é uma morta. Uma mulher morta. Quando o mundo se desordena no sublime do pós gênero, a literatura ainda chafurda em modos cadavéricos numa festa que exalta o suicídio da musa

Brasil 247
blog

‪#‎PrimeiroAssédio‬

Somos diariamente destroçadas, fragmentadas para consumo masculino como uma vaca de corte. Expostas no dia a dia do açougue, penduradas em ganchos, enrabadas, sujeitadas a gritos e sussurros de...

Ao vivo na TV 247 Youtube 247

Últimos envios

Revista Brasil 247