CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Brasil

Ministro de Minas e Energia solicita à Aneel "fiscalização rigorosa" na Enel do Ceará

A atuação das distribuidoras de energia elétrica têm chamado a atenção desde o final do ano passado, quando eventos climáticos causaram apagões de grande porte

Alexandre Silveira | Enel (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil | REUTERS/Flavio Lo Scalzo)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 – O ministro Alexandre Silveira, de Minas e Energia, declarou nesta quinta-feira (18) que solicitou à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) a ampliação de uma “fiscalização rigorosa” do serviço da Enel para a concessão de distribuição da companhia no Estado do Ceará.

“Tem uma intervenção minha junto à Aneel determinando que a Aneel faça uma fiscalização rigorosa do serviço da Enel, e aí eu ampliei esta semana para o Estado do Ceará, não ficou adstrito a São Paulo”, afirmou o chefe da pasta. “Em consequência de ter recebido a CPI da Enel no Ceará, o governador Elmano (de Freitas), a bancada federal do Estado, para que a gente possa ter dados e elementos; e a Aneel possa, a partir desses dados, decidir sobre processo de caducidade ou mesma intervenção, caso necessário”.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

A atuação das distribuidoras de energia elétrica têm chamado a atenção desde o final do ano passado, quando eventos climáticos causaram grandes apagões, gerando críticas sobre a capacidade das operadoras de restabelecer os serviços aos consumidores.

Nesta semana, a Enel apresentou à prefeitura de São Paulo um plano de investimentos no valor de R$ 6,2 bilhões para o período entre 2024 e 2026, visando aprimorar a qualidade dos serviços oferecidos aos clientes. (Com informações de CNN Brasil).

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Relacionados

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO