CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Brasil

Nunes Marques retira tornozeleira eletrônica de contraventor acusado de chefiar o jogo do bicho no Rio

Rogério Andrade, sobrinho de Castor de Andrade, não usará mais tornozeleira eletrônica e está livre da obrigação de recolhimento domiciliar antes das 18h

Rogério de Andrade (Foto: Reprodução (Globo))
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - Após quase um ano e meio de monitoramento com tornozeleira eletrônica e recolhimento domiciliar noturno, o contraventor Rogério Andrade - sobrinho do antigo chefão do bicho carioca Castor de Andrade - obteve uma decisão favorável do ministro Kassio Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal (STF), que determinou a retirada do dispositivo de monitoramento, segundo o g1. A decisão, emitida em despacho sigiloso nesta terça-feira (16), também dispensou Andrade do recolhimento domiciliar antes das 18h.

Andrade é alvo de diversos processos sob a acusação de liderar uma organização criminosa responsável por controlar atividades de jogos de azar, como o jogo do bicho, máquinas de caça-níqueis, bingos e cassinos em bairros da Zona Oeste do Rio de Janeiro.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro foi notificado da decisão do ministro Nunes Marques, que representa uma mudança significativa nas restrições impostas ao contraventor desde sua saída da prisão, no final de 2022.

Esta é a terceira decisão favorável a Rogério Andrade nos últimos dois anos por parte do ministro Nunes Marques. Em agosto de 2022, o ministro revogou um mandado de prisão contra Andrade, e em junho de 2023, tomou a mesma decisão em relação ao seu filho, Gustavo Andrade.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Relacionados

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO