Com 2 milhões de casos, Brasil ultrapassa 80 mil mortes por Covid-19

Nas últimas 24 horas, o País contabilizou novos 632 óbitos e 20.257 casos, segundo o Ministério da Saúde. Desde o início da pandemia do novo coronavírus, já foram 2.118.646 pessoas infectadas e 80.120 mortes

Operários preparam covas em cemitério de Taguatinga, em Brasília, durante a pandemia de Covid-19 16/07/2020
Operários preparam covas em cemitério de Taguatinga, em Brasília, durante a pandemia de Covid-19 16/07/2020 (Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Ministério da Saúde anunciou, nesta segunda-feira, 20, que contabilizou, nas últimas 24 horas, novos 632 óbitos em decorrência do novo coronavírus, ultrapassando 80 mil mortes no Brasil desde o início da pandemia - os dados oficiais indicam 80.120 mortes confirmadas.

Ademais houve o registro de 20.257 novos casos confirmados de infecção pela Covid-19. Desde o início da pandemia, já foram contabilizados 2.118.646, dentre os que estão com o vírus ativo (629.324), já se recuperaram (1.409.202) ou morreram.

Vacina chega ao Brasil e será testada a partir de terça

A vacina da empresa chinesa Sinovac Biotech, que será testada pelo Instituto Butantan, chegou ao Brasil na madrugada desta segunda-feira (20). Os testes devem iniciar nesta terça-feira, 21, e conforme disse o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), poderão durar até 90 dias.

O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, disse que a vacina chinesa produzida pelo laboratório Sinovac-Biotech tem “vantagem” em relação à vacina testada pela Universidade de Oxford, na Inglaterra, uma vez que a chinesa usa tecnologias mais tradicionais com mais facilidade para ser aprovada. 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247