HOME > Economia

Lula é aconselhado a adiar indicação do próximo presidente do Banco Central

Orientação é deixar a escolha para outubro, após as eleições municipais, e evitar desgaste antecipado

Banco Central e Luiz Inácio Lula da Silva (Foto: ABR | REUTERS/Adriano Machado)

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) está sendo aconselhado a postergar a indicação do novo presidente do Banco Central (BC) para outubro. Inicialmente, dirigentes do PT defendiam que o presidente antecipasse a escolha para agosto. Segundo a CNN Brasil, assessores próximos a Lula agora acreditam que a antecipação pode ser mais prejudicial do que benéfica para o indicado, especialmente se ele já fizer parte da estrutura do BC. 

A ideia é que tratar deste assunto antes das eleições poderia reduzir a capacidade de Lula de criticar o atual presidente do BC, Roberto Campos Neto. O presidente tem afirmado que a taxa básica de juros (Selic) anual de 10,50% impede o acesso ao crédito, prejudica o crescimento econômico e reduz o fluxo de investimentos do país.

Após a escolha de Lula, o nome indicado deve passar por uma sabatina no Senado Federal. O mandato de Campos Neto termina em dezembro. Gabriel Galípolo, atual diretor de política monetária do BC, é o nome mais cotado para assumir o posto e a sua boa relação política é vista como uma vantagem para a aprovação no Senado.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Relacionados