CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Mídia

Bolsonaro conseguiu aumentar seus anos de cadeia com os arquivos do X, diz Reinaldo Azevedo

"A democracia está sob ataque. O troço é tão ridículo que se prega abertamente punição dos EUA ao STF e ao governo", denuncia Azevedo ao apontar as movimentações bolsonaristas

Imagem Thumbnail
Reinaldo Azevedo e Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução | Reuters)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O jornalista Reinaldo Azevedo utilizou suas redes sociais para ressaltar que O relatório sobre decisões do STF - Supremo Tribunal Federal e do Tribunal Superior Eleitoral brasileiros ligadas aos inquéritos que investigam fake news mostram a óbvia articulação de extremistas daqui (Brasil) e dos EUA para tentar emparedar o Judiciário e também indica que Jair Bolsonaro conseguiu aumentar seus anos de cadeia após a indicação dos documentos.

“Pois é, né?

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Mais uma “bomba” que deu em traque.

Por enquanto, Bolsonaro vai ampliando seus anos de cadeia. Tudo isso terá de ser levado em conta na hora do dosimetria, já q ele é o chefe da conspirata.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Só a bozolândia e os “juristas da Lava Jato” — gente séria, como se sabe… — sustentam que há problemas nas decisões de Moraes. 

Não deu de novo. Mas serve para alimentar o circo da extrema-direita do próximo comício”, disse.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

"A democracia brasileira está sob ataque. O troço é tão ridículo que se prega abertamente punição dos EUA ao STF e ao governo, como se isso fosse possível. Punição com base em quê? O objetivo imediato é bombar mais um ato de Bolsonaro contra o Supremo.  E há alguns canalhas, disfarçados de isentos, servindo à causa", acrescentou.

De acordo com O Globo, o Comitê de Assuntos Judiciários do Congresso americano divulgou um relatório sobre decisões do STF - Supremo Tribunal Federal e do Tribunal Superior Eleitoral brasileiros ligadas aos inquéritos que investigam fake news e atos antidemocráticos. São, em sua maioria, despachos assinados pelo ministro Alexandre de Moraes que estão sob sigilo - e foram repassados ao comitê pela plataforma X, o antigo Twitter, do empresário Elon Musk. Esse comitê do Congresso americano é dominado pelo Partido Republicano, que faz oposição ao governo do presidente dos EUA, Joe Biden. O documento é intitulado “Ataque à liberdade de expressão no exterior e o silêncio do governo Biden: o caso Brasil” e alega haver censura no Brasil contra o X.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

Relacionados

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO