CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Mundo

Ataque de Israel mata funcionário da ONU em Gaza

Incidente fatal ocorreu perto do posto de controle de Rafah, na fronteira entre a Faixa de Gaza e o Egito

Bnejamin Netanyahu (Foto: Reuters | Reprodução)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Sputnik - Um veículo da ONU foi atingido na Faixa de Gaza nesta segunda-feira (13), deixando um funcionário morto e outro gravemente ferido, disse o Secretário-Geral da ONU, Antonio Guterres.

"Hoje um veículo da [ONU] foi atingido em Gaza, matando um de nossos colegas e ferindo outro. Mais de 190 funcionários da ONU foram mortos em Gaza. Trabalhadores humanitários devem ser protegidos. Condeno todos os ataques contra pessoal da ONU e reitero meu apelo urgente por um cessar-fogo humanitário imediato e a libertação de todos os reféns. Um dos funcionários da ONU continua em estado grave", disse Guterres em X.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O incidente fatal ocorreu perto do posto de controle de Rafah, na fronteira entre a Faixa de Gaza e o Egito, relatou a rádio israelense Kan, acrescentando que a ONU lançaria uma investigação para descobrir se o exército israelense ou o movimento palestino Hamas estavam por trás do ataque.

Enquanto isso, um motorista palestino que trabalhava para a Organização Mundial da Saúde foi morto em um tiroteio na passagem de fronteira de Rafah, relatou a Al Jazeera. Além disso, outro funcionário estrangeiro da OMS foi supostamente ferido.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Na segunda-feira passada, as Forças de Defesa de Israel (FDI) lançaram o que chamaram de operação antiterrorista em Rafah, na fronteira com o Egito. As FDI invadiram inicialmente o lado leste da cidade e assumiram o controle do lado de Gaza da passagem de fronteira de Rafah. Na sexta-feira, a mídia israelense relatou que o gabinete militar de Israel havia aprovado a expansão da operação terrestre. As autoridades israelenses afirmam que a operação tem como objetivo eliminar os restantes batalhões do Hamas na Faixa de Gaza.

Em 7 de outubro de 2023, o Hamas lançou um ataque de foguetes em grande escala contra Israel e violou a fronteira, atacando bairros civis e bases militares. Quase 1.200 pessoas em Israel foram mortas e cerca de 240 outras foram sequestradas durante o ataque. Israel lançou ataques retaliatórios, ordenou um bloqueio completo de Gaza e iniciou uma incursão terrestre no enclave palestino com o objetivo declarado de eliminar combatentes do Hamas e resgatar os reféns. Mais de 35.000 pessoas foram mortas até agora por ataques israelenses na Faixa de Gaza, disseram autoridades locais. Acredita-se que mais de 100 reféns ainda estejam detidos pelo Hamas em Gaza.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Relacionados

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO