CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Mundo

Pesquisa: aprovação americana à forma como Biden lidou com o conflito em Gaza atinge nível mínimo

Apenas 33% dos estadunidenses aprovam a forma como o presidente dos EUA lidou com o conflito Israel-Hamas. Agora, mais pessoas também rejeitam o envio de armas a Israel

Imagem Thumbnail
Joe Biden (Foto: Evelyn Hockstein/Reuters)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Sputnik Brasil - Nova pesquisa revela que apenas 33% dos norte-americanos aprovam a forma como o presidente dos EUA, Joe Biden, lidou com o conflito Israel-Hamas na Faixa de Gaza, o nível mais baixo registrado em uma pesquisa da CBS News/YouGov desde o início das hostilidades.

Com novo resultado inferior aos 44% dos norte-americanos que aprovaram a abordagem de Biden ao conflito em outubro passado e aos 38% em fevereiro, a pesquisa divulgada no último domingo (14), realizada antes do ataque de drones e mísseis do Irã a Israel, evidencia uma maior desaprovação pública da gestão Biden ante a crise no Oriente Médio.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

A pesquisa também apontou que o percentual daqueles que acreditam que os Estados Unidos deveriam enviar armas para Israel caiu para 40%, contra 48% em outubro de 2023.

Cerca de 54% dos inquiridos pensam que a "ameaça terrorista" vai aumentar para Israel, enquanto 51% acreditam que aumentará também para os EUA, mostrou a pesquisa. Três em cada cinco entrevistados acreditam que o governo dos EUA poderia fazer mais para devolver os reféns norte-americanos do cativeiro do Hamas.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Entretanto, 66% dos cidadãos norte-americanos que acreditam que as coisas no país vão mal apontam a economia como a razão, mais do que as guerras e outros desdobramentos no exterior (47%). Além disso, 72% dos entrevistados disseram que a culpa era do estado da política interna.

A pesquisa foi realizada com 2.399 adultos norte-americanos entre 9 e 12 de abril, com uma margem de erro de 2,6 pontos percentuais.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Em 7 de outubro de 2023, o Hamas lançou um ataque com foguetes em grande escala contra Israel e rompendo a fronteira da Faixa de Gaza, atacando bairros civis e bases militares no território do Estado judeu. Quase 1.200 pessoas em Israel foram mortas e cerca de 240 outras foram sequestradas durante o ataque. Israel lançou ataques retaliatórios, ordenou um bloqueio total de Gaza e iniciou uma incursão terrestre no enclave palestino com o objetivo declarado de eliminar os combatentes do Hamas e resgatar os reféns. Mais de 33.700 pessoas foram mortas até agora por ataques israelenses na Faixa de Gaza, segundo as autoridades locais.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

Relacionados

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO