Empresa de ex-mulher de Wassef é a responsável pela cibersegurança do STJ, alvo de ataque hacker

A Globalweb, da família de Cristina Boner, ex-esposa do advogado Frederick Wassef, é a responsável pela cibersegurança do STJ, alvo de ataque hacker. Os dois contratos da empresa com o tribunal somam mais de R$ 17 milhões. Prazos dos processos que correm na corte foram suspensos

Frederick Wassef, Fabrício Queiroz, Flávio Bolsonaro, STJ e Cristina Boner
Frederick Wassef, Fabrício Queiroz, Flávio Bolsonaro, STJ e Cristina Boner (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Globalweb, empresa da família de Cristina Boner, ex-esposa do advogado Frederick Wassef, é a responsável pela cibersegurança do Superior Tribunal de Justiça (STJ), alvo do ataque hacker na última terça-feira (3). O órgão anunciou a suspensão de suas atividades e dos prazos dos processos que correm na corte até o próximo dia 9. Os dois contratos da empresa com o STJ somam mais de R$ 17 milhões. Um deles prevê suporte completo ao sistema da corte, como dados sobre processos e peças, sejam elas públicas ou sigilosas.

De acordo com o portal O Bastidor, a empresa também fica responsável pela segurança, pelo armazenamento, pelo banco de dados e pela virtualização de todo o ambiente tecnológico do STJ. A Polícia Federal abriu inquérito para apurar as circunstâncias do crime.

Ex-advogado do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos), Wassef escondeu em Atibaia (SP) o ex-assessor do parlamentar Fabrício Queiroz, que o ajudava no esquema da "rachadinha" na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). 

Flávio Bolsonaro e Queiroz foram denunciadas pelo Ministério Público do Rio (MP-RJ), que pediu R$ 6 milhões de indenização do parlamentar pelos danos causados junto com Queiroz e com Miguel Ângelo Braga Grillo, atual chefe de gabinete do senador. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247