Número de homicídios subiu mais de 500% em região onde jornalista e indigenista desapareceram

Os assassinatos no sudoeste amazonense aumentaram 507% de 2019 para 2021, de acordo com a Secretaria de Segurança Pública do estado

www.brasil247.com -
(Foto: Divulgação/Policia Federal)


247 - A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas informou que o número de homicídios no sudoeste do estado aumentou de 14 em 2019 para 85 em 2021, alta de 507%. Foi a região onde, segundo confissão à Polícia Federal, o suspeito Amarildo Oliveira da Costa teria assassinado o jornalista Dom Phillips e o indigenista Bruno Araújo Pereira, no dia 5 deste mês. Eles desapareceram no Vale do Javari, na Amazônia, quando faziam o trajeto entre a comunidade Ribeirinha São Rafael e a cidade amazonense de Atalaia do Norte.

O ano de 2022 teve 18 assassinatos no sudoeste do Amazonas nos primeiros três meses deste ano. Os crimes de homicídio em mais de cinco meses superam os 14 registrados em todo o ano de 2019 na região. 

Tabatinga foi o município com o maior número de homicídios entre janeiro e março, com 10 ao todo. As outras oito mortes foram notificadas em Fonte Boa (3), Eirunepé (2), Carauari (1), Ipixuna (1) e São Paulo de Olivença (1).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A cidade da região que teve a maior alta de assassinatos nos três primeiros meses deste ano foi Tabatinga, que registrou três homicídios em 2019, 46 em 2020 e 52 em 2021, um aumento de 1.600% em dois anos. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Entenda o caso

Oseney da Costa confessou para a Polícia Federal que ele e seu irmão, Amarildo dos Santos, o "Pelado", assassinaram o indigenista e o jornalista. Os motivos seriam as denúncias contra pesca ilegal na região. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A Justiça do Amazonas decretou nesta quarta-feira (15) a prisão temporária, por 30 dias, de Oliveira. Amarildo teve a prisão temporária decretada na semana passada. 

De acordo com o ministro da Justiça, Anderson Torres, a PF encontrou "remanescentes humanos" que podem ser dos corpos de Bruno Pereira e Dom Phillips.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Amarildo afirmou que o assassinato teve a participação de uma terceira pessoa

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email