CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Mundo

Tropas russas avançam no leste da Ucrânia em vários pontos da linha de frente

Em fevereiro, o presidente russo Vladimir Putin ordenou que as tropas russas avançassem ainda mais na Ucrânia após a queda da cidade de Avdiivka

Imagem Thumbnail
Exército russo (Foto: REUTERS/Alexander Ermochenko)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

(Reuters) - As forças russas avançaram em pontos ao longo da linha de frente na Ucrânia nesta segunda-feira (29), tomando um vilarejo na região de Donetsk, conquistando melhores posições na região de Kharkiv e repelindo uma série de ataques ucranianos, disse o Ministério da Defesa da Rússia.

A Rússia controla cerca de 18% da Ucrânia - no leste e no sul - e tem ganhado terreno desde o fracasso da contraofensiva de Kiev no ano passado, que não conseguiu fazer nenhuma incursão séria contra as tropas russas bem entrincheiradas.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Em fevereiro, o presidente russo Vladimir Putin ordenou que as tropas russas avançassem ainda mais na Ucrânia após a queda da cidade de Avdiivka, onde, segundo ele, as tropas ucranianas foram forçadas a fugir de forma caótica. A Ucrânia rejeitou a declaração e disse que optou por se retirar de Avdiivka.

O Ministério da Defesa da Rússia disse que suas tropas haviam tomado o vilarejo de Semenivka, a noroeste de Avdiivka. A Rússia afirmou ter derrotado as forças ucranianas e mercenários estrangeiros em vários outros vilarejos da região.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

A Rússia também informou ter derrotado as tropas ucranianas nas áreas de Synkivka, na região de Kharkiv, e em vários outros pontos ao longo da linha de frente. Os russos também afirmaram ter atingido oficinas de drones ucranianos.

O Estado-Maior da Ucrânia disse que suas tropas repeliram ataques inimigos perto de Semenivka e informou que seus soldados haviam repelido vários outros ataques russos.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

A Reuters não conseguiu verificar imediatamente os relatos dos campos de batalha de ambos os lados. Os dois países impõem restrições aos jornalistas que cobrem o conflito.

O Ocidente e a Ucrânia afirmam que não descansarão até que as forças russas sejam derrotadas e classificam a guerra como uma apropriação de terras no estilo imperial com o objetivo de forçar o país a voltar à órbita de Moscou.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Mas a Rússia tem se rearmado mais rapidamente do que o Ocidente, tem um Exército maior do que antes da invasão e tem uma população várias vezes maior do que a Ucrânia, que está tentando recrutar mais homens para seu Exército.

A Rússia afirma que atingirá todos os seus objetivos no que chama de "operação militar especial" na Ucrânia, partes da qual Moscou agora diz considerar como território russo.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

Relacionados

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO