CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Poder

Moraes diz que Justiça está acostumada a combater "mercantilistas estrangeiros" que tratam Brasil como colônia

Em meio aos ataques de Elon Musk, ministro afirmou que “a Justiça Eleitoral não se abala e continuará defendendo a vontade do eleitor contra a manipulação do poder das redes"

Elon Musk e Alexandre de Moraes (Foto: Leon Neal/Pool via Reuters | ABR)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, fez declarações contundentes sobre o papel da Justiça do Brasil frente a desafios impostos por "mercantilistas estrangeiros", durante a cerimônia de lançamento da pedra fundamental do Museu da Democracia no Rio de Janeiro. As falas ocorrem em um momento de crescentes ataques do empresário Elon Musk, proprietário da rede social X, ao Judiciário brasileiro.

Moraes destacou que a Justiça brasileira está acostumada a enfrentar entidades e indivíduos que veem o Brasil como uma extensão de suas operações comerciais, desconsiderando a soberania nacional. "A Justiça brasileira está acostumada a combater mercantilistas estrangeiros que tratam o Brasil como colônia", afirmou. >>> LEIA TAMBÉM: Musk volta a atacar Moraes e o acusa de interferir nas eleições presidenciais

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Essa afirmação ressalta o crescente desconforto com a atuação de algumas plataformas de redes sociais que, segundo o ministro, buscam prioritariamente o lucro e a exploração, ignorando responsabilidades sociais e legais no país.  “A Justiça Eleitoral não se abala, continuará defendendo a vontade do eleitor contra a manipulação do poder econômico das redes sociais, algumas delas que só pretendem o lucro”, declarou o ministro.

O contexto das declarações se insere nos recentes embates entre Moraes e Musk, especialmente após o bilionário ameaçar não acatar decisões judiciais brasileiras que implicam bloqueios de contas na plataforma X. Moraes ressaltou a determinação da Justiça Eleitoral em defender a integridade do processo eleitoral brasileiro contra a manipulação por poder econômico, particularmente aquele exercido por redes sociais.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Em um tom ainda mais crítico, Moraes destacou o retorno de uma "antiquíssima mentalidade mercantilista", associando-a ao abuso do poder econômico e ao autoritarismo de certos setores políticos. “Reiteradas vezes querem ameaçar a democracia brasileira. Essa antiquíssima mentalidade mercantilista, que une o abuso do poder econômico, que só visa ao lucro, com o autoritarismo extremista de novos políticos, volta a atacar a soberania do Brasil, volta a atacar a Justiça Eleitoral, com a união de irresponsáveis mercantilistas, ligados às redes sociais, com políticos brasileiros extremistas", disparou.

[Com informações da Reuters e da CartaCapital

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Relacionados

Carregando...

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Carregando...

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO