CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Sul

CNJ mantém afastados desembargadores ligados à Lava Jato, mas anula afastamento de Gabriela Hardt

O juiz Danilo Pereira Júnior também foi beneficiado com a anulação de seu afastamento, que havia sido determinado pelo corregedor nacional de Justiça, Luís Felipe Salomão

Imagem Thumbnail
Julgamento do CNJ e Gabriela Hardt (Foto: Reprodução)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O plenário do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) decidiu manter o afastamento dos desembargadores Thompson Flores e Loraci Flores de Lima, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), ambos com ligação com a Operação Lava Jato. Por outro lado, a decisão que afastava Gabriela Hardt, juíza federal e figura conhecida da mesma operação, foi revogada, contrariando as medidas iniciais propostas pelo corregedor nacional de Justiça, Luís Felipe Salomão. O juiz Danilo Pereira Júnior também foi beneficiado com a anulação de seu afastamento.

A magistrada, que atualmente exerce suas funções na 23ª Vara Federal em Curitiba, havia sido afastada em uma liminar proferida por Salomão na segunda-feira (15), por irregularidades na gestão de recursos desviados da Petrobras. Contudo, após análise pelo colegiado do CNJ, liderado pelo presidente Luís Roberto Barroso, a decisão foi derrubada por maioria de votos.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Durante a sessão, o ministro Barroso votou contra o afastamento, citando a natureza individual da decisão anterior e argumentando que o afastamento de um magistrado requer deliberação colegiada e quórum de maioria absoluta. "Medida ilegítima e arbitraria", afirmou Barroso.

O corregedor Salomão reafirmou suas preocupações com a atuação de Hardt na autorização do repasse de aproximadamente R$ 2 bilhões oriundos de acordos de delação para um fundo gerido pela força-tarefa da Lava Jato, classificando o processo como ilegal. "Não tenho a menor dúvida de que houve participação dela nessa cooperação para a criação dessa fundação privada, com o desvio do dinheiro público", expressou o corregedor.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

[Com informações do Blog do Esmael e Agência Brasil] 

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

Relacionados

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO