Eduardo Moreira: "Maia sai de forma vergonhosa da presidência da Câmara"

O economista Eduardo Moreira analisou a saída de Rodrigo Maia do cargo de presidente da Câmara dos Deputados. Para ele, Maia nunca teve tanto poder como imaginava, e saiu da presidência absolutamente humilhado. Assista

(Foto: Marco/brasil 247, Deltan/causaoperaria.org)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - No Bom Dia 247, o economista Eduardo Moreira analisou a saída de Rodrigo Maia do cargo de presidente da Câmara dos Deputados. Para ele, Maia nunca foi tão poderoso como se presumia, e saiu do cargo absolutamente humilhado pelo seu próprio partido, o DEM.

“Qualquer pessoa que ocupasse o cargo e adotasse uma linha não-autoritária teria todo prestígio que ele acabou tendo, até por parte de partidos da oposição”, iniciou o economista.

Ele acrescentou que Maia sempre teve ilusões sobre seu verdadeiro poder: “O Rodrigo Maia achou que isso era uma habilidade incrível que ele tinha, que ele era o cara mais poderoso do Brasil. E ele acreditou na própria mentira, e aí o tombo é muito maior, quando você se coloca num patamar onde você não está”, disse.

Moreira concluiu notando a maneira vergonhosa e humilhante como Maia saiu do cargo: “O seu próprio partido o deixou na mão. O DEM não apoiou o candidato que ele mesmo escolheu, então ele sai do cargo de uma maneira absolutamente vergonhosa”, concluiu. 

Inscreva-se na TV 247, seja membro e compartilhe:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email