Tucano que encareceu diesel, gasolina e gás de cozinha, Pedro Parente agora defende subsídio só para os caminhoneiros

O responsável pela política de preços da Petrobrás que tira recursos dos brasileiros e transfere para os acionistas privados da companhia agora fala em subsídio para os transportadores

(Foto: José Cruz/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O tucano Pedro Parente, que foi indicado pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso para presidir a Petrobrás após o golpe de 2016, dando o início ao desmonte da estatal, à entrega de blocos do pré-sal e à política de preços que elevou os preços da gasolina, do diesel e do gás de cozinha, transferindo renda dos brasileiros para os acionistas internacionais da empresa, agora defende que o governo crie um subsídio para os caminhoneiros.

“Como um cartão de caminhoneiro, o que certamente é algo complexo, mas é certamente melhor do que abrir mão de receita pública, beneficiando os consumidores em geral de diesel e de gasolina”, disse ele, em entrevista ao Valor. Ou seja: Parente propõe que caminhoneiros sejam protegidos de sua política e que a conta dos lucros dos acionistas privados seja paga por motoristas e por quem consome gás de cozinha.

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email