CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Sudeste

Correia sobre ida de parlamentares aos EUA: 'é urgente unir forças no combate ao fascismo e às fake news'

O parlamentar afirmou que é necessário 'garantir a manutenção das democracias no mundo'

Imagem Thumbnail
Rogério Correia (Foto: Agência Câmara)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O deputado federal Rogério Correia (PT-MG) destacou nesta segunda-feira (29) a importância de parlamentares do campo progressista denunciarem fake news de congressistas da extrema-direita brasileira principalmente dos aliados de Jair Bolsonaro (PL).

"A convite dos membros da CPI do Capitólio, nossa comitiva aterrisou nos EUA para unir forças no combate ao facismo e às 'fake news'. É urgente a união de uma frente parlamentar internacional que possa garantir a manutenção das democracias no mundo, e nós, que atuamos arduamente na CPMI do 08 de Janeiro, estamos prontos para uma semana de troca de experiências e muito trabalho no Congresso norte-americano", escreveu o parlamentar em uma de suas redes sociais.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP) e alguns aliados foram aos EUA neste semestre, para buscar mais apoio de autoridades norte-americanas, para tirar a credibilidade do Supremo Tribunal Federal.

Críticas ao Poder Judiciário são uma das estratégias do norte-americano Steve Bannon, 69 anos. Em janeiro de 2021, quando Donald Trump (Partido Republicano) perdeu a eleição, vários apoiadores invadiram o Legislativo (Capitólio) e acusaram o sistema eleitoral de ser fraudulento. O político é apoiado por bolsonaristas.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Durante o seu governo, Jair Bolsonaro tentou passar para a população a mensagem de que o Judiciário atrapalhava a gestão. Também defendeu a participação das Forças Armadas na apuração do resultado das eleições.

Atualmente, policiais federais investigam um plano golpista apoiado por aliados do ex-mandatário. A tentativa de golpe previa a prisão dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes e Alexandre de Moraes, além do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG). Entre os alvos da operação estão Braga Netto, Augusto Heleno e Paulo Sérgio Nogueira, todos generais e antigos assessores de Jair Bolsonaro.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

Relacionados

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO