HOME > Poder

Governo Lula saúda aprovação de resolução de entrada da Palestina na ONU como membro pleno

'O Brasil reconhece o Estado da Palestina nas fronteiras de 1967', afirmou o Itamaraty

Mauro Vieira (à esq.), Lula e a Faixa de Gaza (Foto: Mauro Vieira, Lula e Gaza ao fundo (Foto: ABr | Ricardo Stuckert/PR | REUTERS/Mohammed Salem))

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O Ministério das Relações Exteriores do Brasil, comandado por Mauro Vieira, divulgou nesta sexta-feira (10) uma nota demonstrando apoio à aprovação da resolução na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas que pede a oficialização da entrada da Palestina como membro pleno da ONU.

"O governo brasileiro saúda a aprovação" da resolução, afirmou o comunidado. "O Brasil reconhece, desde 2010, o Estado da Palestina nas fronteiras de 1967, o que inclui a Faixa de Gaza e a Cisjordânia, tendo Jerusalém Oriental como sua capital. O governo brasileiro reitera sua defesa da solução de dois Estados, com um Estado da Palestina viável convivendo lado a lado com Israel em paz e segurança".

De acordo com o Ministério da Saúde da Faixa de Gaza, mais de 35 mil palestinos morreram desde o dia 7 de outubro do ano passado por causa dos bombardeios das forças de Israel. 

Autoridades da África do Sul denunciaram o governo israelense na Corte Internacional de Justiça pelo crime de genocídio, mas a CIJ apenas cobrou o término dos ataques em Gaza. O massacre continuou e tanto lideranças políticas de outros países como ativistas passaram a cobrar do Tribunal Penal Internacional a prisão do primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu. A CIJ julga Estados e o TPI, indivíduos. 

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Relacionados