Queimar para entregar

"Esse governo foi eleito para rifar o Brasil até a sua última gota de riqueza. Bolsonaro vai deixar queimar a Amazônia e de brinde destruirá o agronegócio do Brasil que sofrerá pesados embargos devido à sua gestão ambiental selvagem", diz o historiador Carlos d'Incao. "Bolsonaro não é louco, é apenas o maior entreguista da história do Brasil e, por essa razão, o maior traidor que já houve em nossa pátria

Não sei se trata-se de falar o óbvio, mas como pouco ou quase nada tenho lido ou ouvido a respeito, me sinto no dever de dizer:

A queimada que toma conta da Amazônia é intencional, promovida pelo descaso do governo Bolsonaro e que tem um só objetivo: “Queimar para entregar”. Um slogan bem diferente dos antigos militares, cujo lema era “Ocupar para não entregar”.

Esse governo não tem quase nada a ver com aqueles do regime militar. Ele é apenas o subproduto de seus mais pérfidos porões. Bolsonaro afiançou ao imperialismo todas as nossas estatais, nossas riquezas naturais, nossa base militar de Alcântara e... agora... deixa a Amazônia queimar para que a mesma seja entregue aos estrangeiros...

Quando Bolsonaro afirma que a Amazônia é nossa, que o primeiro mundo deve se preocupar com as florestas que ele já devastou entre outras bazófias, é apenas uma cortina de fumaça.

Esse governo foi eleito para rifar o Brasil até a sua última gota de riqueza. Bolsonaro vai deixar queimar a Amazônia e de brinde destruirá o agronegócio do Brasil que sofrerá pesados embargos devido à sua gestão ambiental selvagem.

Quem ainda não percebeu que acorde. Ou alguém realmente esperava algo diferente desse governo? Bolsonaro não é louco, é apenas o maior entreguista da história do Brasil e, por essa razão, o maior traidor que já houve em nossa pátria.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247